Café Brasil Podcast

  • Autor: Vários
  • Narrador: Vários
  • Editor: Podcast
  • Duración: 2438:24:51
  • Mas informaciones

Informações:

Sinopsis

Programa Café Brasil, que trata de comportamento, cidadania, política e cultura brasileiras, misturando o melhor da Música Popular Brasileira com reflexões do apresentador, o escritor e palestrante Luciano Pires. Eleito em 2008 e 2009 como o Melhor Podcast de Entretenimento e Variedades no Prêmio Podcast Brasil

Episodios

  • 014 – Dezembros

    11/12/2006 Duración: 25min

    O Podcast desta semana começa com uma homenagem a John Lennon, que foi morto no dia 8 de dezembro de 1980. E aproveita para lembrar outros grandes nomes que também se foram em dezembro, como Nelson Rodrigues, Orlando Villas Boas e Clarice Lispector. Contando um pouco da história de cada um desses personagens, o programa viaja pelas músicas de Lennon, Fátima Lacerda, Zé Ramalho cantando Caetano Velloso e o grupo indígena Nhamandu Wera Não, cê não ta ficando louco, nãocê ta no Café Brasil E de lambuja, uma frase daquelas de Clarice Lispector para encerrar o programa: Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 014 – Dezembros

    11/12/2006 Duración: 25min

    O Podcast desta semana começa com uma homenagem a John Lennon, que foi morto no dia 8 de dezembro de 1980. E aproveita para lembrar outros grandes nomes que também se foram em dezembro, como Nelson Rodrigues, Orlando Villas Boas e Clarice Lispector. Contando um pouco da história de cada um desses personagens, o programa viaja pelas músicas de Lennon, Fátima Lacerda, Zé Ramalho cantando Caetano Velloso e o grupo indígena Nhamandu Wera Não, cê não ta ficando louco, nãocê ta no Café Brasil E de lambuja, uma frase daquelas de Clarice Lispector para encerrar o programa: Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 014 – Dezembros

    11/12/2006 Duración: 25min

    O Podcast desta semana começa com uma homenagem a John Lennon, que foi morto no dia 8 de dezembro de 1980. E aproveita para lembrar outros grandes nomes que também se foram em dezembro, como Nelson Rodrigues, Orlando Villas Boas e Clarice Lispector. Contando um pouco da história de cada um desses personagens, o programa viaja pelas músicas de Lennon, Fátima Lacerda, Zé Ramalho cantando Caetano Velloso e o grupo indígena Nhamandu Wera Não, cê não ta ficando louco, nãocê ta no Café Brasil E de lambuja, uma frase daquelas de Clarice Lispector para encerrar o programa: Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 014 – Dezembros

    11/12/2006 Duración: 25min

    O Podcast desta semana começa com uma homenagem a John Lennon, que foi morto no dia 8 de dezembro de 1980. E aproveita para lembrar outros grandes nomes que também se foram em dezembro, como Nelson Rodrigues, Orlando Villas Boas e Clarice Lispector. Contando um pouco da história de cada um desses personagens, o programa viaja pelas músicas de Lennon, Fátima Lacerda, Zé Ramalho cantando Caetano Velloso e o grupo indígena Nhamandu Wera Não, cê não ta ficando louco, nãocê ta no Café Brasil E de lambuja, uma frase daquelas de Clarice Lispector para encerrar o programa: Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 013 – Massacre Cultural

    04/12/2006 Duración: 25min

    No programa de hoje utilizamos um texto de Mauro Dias, que é crítico de música. Mauro publicou em 1999 no Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo um texto-desabafo onde discute a situação da música popular brasileira. O texto de 1999 é tristemente atual: A música brasileira entrou, nos anos 90, num impressionante processo de decadência. Errado. A música brasileira continua, nos anos 90, boa como sempre. Há grandes compositores, cantores, instrumentistas. Mas não é possível dizer que estejam em atuação. Tentam atuar. Não têm onde. Tentam viver da arte - tolice. São dentistas, fiscais do INSS, professores, motoristas de táxi, balconistas, colunistas de jornais - essas atividades garantem a sobrevivência.() A música brasileira que toca nos rádios, na televisão, nos grandes palcos, nos estádios, nas festas de São João, no carnaval, nas convenções de criadores de gado é que está em decadência. E só ela que aparece. A outra música, a boa, existe, mas não aparece. O programa tem textos e músicas de Hermann Hesse,

  • 013 – Massacre Cultural

    04/12/2006 Duración: 25min

    No programa de hoje utilizamos um texto de Mauro Dias, que é crítico de música. Mauro publicou em 1999 no Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo um texto-desabafo onde discute a situação da música popular brasileira. O texto de 1999 é tristemente atual: A música brasileira entrou, nos anos 90, num impressionante processo de decadência. Errado. A música brasileira continua, nos anos 90, boa como sempre. Há grandes compositores, cantores, instrumentistas. Mas não é possível dizer que estejam em atuação. Tentam atuar. Não têm onde. Tentam viver da arte - tolice. São dentistas, fiscais do INSS, professores, motoristas de táxi, balconistas, colunistas de jornais - essas atividades garantem a sobrevivência.() A música brasileira que toca nos rádios, na televisão, nos grandes palcos, nos estádios, nas festas de São João, no carnaval, nas convenções de criadores de gado é que está em decadência. E só ela que aparece. A outra música, a boa, existe, mas não aparece. O programa tem textos e músicas de Hermann Hesse,

  • 013 – Massacre Cultural

    04/12/2006 Duración: 25min

    No programa de hoje utilizamos um texto de Mauro Dias, que é crítico de música. Mauro publicou em 1999 no Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo um texto-desabafo onde discute a situação da música popular brasileira. O texto de 1999 é tristemente atual: A música brasileira entrou, nos anos 90, num impressionante processo de decadência. Errado. A música brasileira continua, nos anos 90, boa como sempre. Há grandes compositores, cantores, instrumentistas. Mas não é possível dizer que estejam em atuação. Tentam atuar. Não têm onde. Tentam viver da arte - tolice. São dentistas, fiscais do INSS, professores, motoristas de táxi, balconistas, colunistas de jornais - essas atividades garantem a sobrevivência.() A música brasileira que toca nos rádios, na televisão, nos grandes palcos, nos estádios, nas festas de São João, no carnaval, nas convenções de criadores de gado é que está em decadência. E só ela que aparece. A outra música, a boa, existe, mas não aparece. O programa tem textos e músicas de Hermann Hesse,

  • 013 – Massacre Cultural

    04/12/2006 Duración: 25min

    No programa de hoje utilizamos um texto de Mauro Dias, que é crítico de música. Mauro publicou em 1999 no Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo um texto-desabafo onde discute a situação da música popular brasileira. O texto de 1999 é tristemente atual: A música brasileira entrou, nos anos 90, num impressionante processo de decadência. Errado. A música brasileira continua, nos anos 90, boa como sempre. Há grandes compositores, cantores, instrumentistas. Mas não é possível dizer que estejam em atuação. Tentam atuar. Não têm onde. Tentam viver da arte - tolice. São dentistas, fiscais do INSS, professores, motoristas de táxi, balconistas, colunistas de jornais - essas atividades garantem a sobrevivência.() A música brasileira que toca nos rádios, na televisão, nos grandes palcos, nos estádios, nas festas de São João, no carnaval, nas convenções de criadores de gado é que está em decadência. E só ela que aparece. A outra música, a boa, existe, mas não aparece. O programa tem textos e músicas de Hermann Hesse,

  • 012 – Certos Abraços

    27/11/2006 Duración: 25min

    O programa da semana foi todo feito com base em dois textos de Chico Rodrigues. O primeiro conta de sua admiração e encontro com Oscar Peterson, uma lenda do jazz. Primeiro num show, depois numa loja de discos e muito, muito tempo depois, num DVD recebido de presente. Chico fala do impacto de cada encontro, refletindo sobre o tempo e sobre como o destino nos prepara surpresas. O segundo texto fala de sua relação de patrão e amigo com Dona Neide, sua empregada, a partir de um filme: Domésticas. São textos emocionados, que tratam de pequenos detalhes que passam por nossas vidas sem que neles reparemos. Mas o Chico repara. A trilha sonora do programa é uma daquelas viagens que você só encontra aqui, no Café Brasil: Oscar Peterson, Joe Pass, João Bosco, Ceguinhas de Campina Grande, Ovelha, Nilton César, Ângelo Máximo, Junio Barreto Só aquiSee omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 012 – Certos Abraços

    27/11/2006 Duración: 25min

    O programa da semana foi todo feito com base em dois textos de Chico Rodrigues. O primeiro conta de sua admiração e encontro com Oscar Peterson, uma lenda do jazz. Primeiro num show, depois numa loja de discos e muito, muito tempo depois, num DVD recebido de presente. Chico fala do impacto de cada encontro, refletindo sobre o tempo e sobre como o destino nos prepara surpresas. O segundo texto fala de sua relação de patrão e amigo com Dona Neide, sua empregada, a partir de um filme: Domésticas. São textos emocionados, que tratam de pequenos detalhes que passam por nossas vidas sem que neles reparemos. Mas o Chico repara. A trilha sonora do programa é uma daquelas viagens que você só encontra aqui, no Café Brasil: Oscar Peterson, Joe Pass, João Bosco, Ceguinhas de Campina Grande, Ovelha, Nilton César, Ângelo Máximo, Junio Barreto Só aquiSee omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 012 – Certos Abraços

    27/11/2006 Duración: 25min

    O programa da semana foi todo feito com base em dois textos de Chico Rodrigues. O primeiro conta de sua admiração e encontro com Oscar Peterson, uma lenda do jazz. Primeiro num show, depois numa loja de discos e muito, muito tempo depois, num DVD recebido de presente. Chico fala do impacto de cada encontro, refletindo sobre o tempo e sobre como o destino nos prepara surpresas. O segundo texto fala de sua relação de patrão e amigo com Dona Neide, sua empregada, a partir de um filme: Domésticas. São textos emocionados, que tratam de pequenos detalhes que passam por nossas vidas sem que neles reparemos. Mas o Chico repara. A trilha sonora do programa é uma daquelas viagens que você só encontra aqui, no Café Brasil: Oscar Peterson, Joe Pass, João Bosco, Ceguinhas de Campina Grande, Ovelha, Nilton César, Ângelo Máximo, Junio Barreto Só aquiSee omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 012 – Certos Abraços

    27/11/2006 Duración: 25min

    O programa da semana foi todo feito com base em dois textos de Chico Rodrigues. O primeiro conta de sua admiração e encontro com Oscar Peterson, uma lenda do jazz. Primeiro num show, depois numa loja de discos e muito, muito tempo depois, num DVD recebido de presente. Chico fala do impacto de cada encontro, refletindo sobre o tempo e sobre como o destino nos prepara surpresas. O segundo texto fala de sua relação de patrão e amigo com Dona Neide, sua empregada, a partir de um filme: Domésticas. São textos emocionados, que tratam de pequenos detalhes que passam por nossas vidas sem que neles reparemos. Mas o Chico repara. A trilha sonora do programa é uma daquelas viagens que você só encontra aqui, no Café Brasil: Oscar Peterson, Joe Pass, João Bosco, Ceguinhas de Campina Grande, Ovelha, Nilton César, Ângelo Máximo, Junio Barreto Só aquiSee omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 011 – Definição de Gaucho

    21/11/2006 Duración: 25min

    Café Brasil 11 - Definição de gaúcho. Neste programa vamos tentar uma proeza: definir o gaúcho. Se você é gaúcho, vai se emocionar e se não é, vai curtir um pouco de uma das mais ricas culturas que compõem o Brasil.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 011 – Definição de Gaucho

    21/11/2006 Duración: 25min

    Café Brasil 11 - Definição de gaúcho. Neste programa vamos tentar uma proeza: definir o gaúcho. Se você é gaúcho, vai se emocionar e se não é, vai curtir um pouco de uma das mais ricas culturas que compõem o Brasil.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 011 – Definição de Gaucho

    21/11/2006 Duración: 25min

    Café Brasil 11 - Definição de gaúcho. Neste programa vamos tentar uma proeza: definir o gaúcho. Se você é gaúcho, vai se emocionar e se não é, vai curtir um pouco de uma das mais ricas culturas que compõem o Brasil.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 011 – Definição de Gaucho

    21/11/2006 Duración: 25min

    Café Brasil 11 - Definição de gaúcho. Neste programa vamos tentar uma proeza: definir o gaúcho. Se você é gaúcho, vai se emocionar e se não é, vai curtir um pouco de uma das mais ricas culturas que compõem o Brasil.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 010 – A Gota

    13/11/2006 Duración: 25min

    O programa de hoje começa com Rubem Alves e seu delicioso texto O Palhaço. Depois uma história real, que trata das dificuldades que as grandes corporações e seus processos globais têm de resolver os pequenos problemas. Se antigamente era só mandar consertar, hoje temos que fazer um chamado para o departamento (in)competente, esperar o comitê decidir, aguardar a chegada do terceirizado e esperaresperaresperar. tudo em nome dos processos globais que estão acabando com a capacidade de execução de todos nós. E aproveitando o embalo, falamos também dos empreendimentos que crescem até tornarem-se inadministráveis. Além disso, temos Cecília Meireles e Maristela Moura. E uma trilha sonora deliciosa com Luhli que faz uma interpretação emocionada de Fala, composição sua que foi sucesso com os Secos e Molhados nos anos setenta. E até o Rei: Roberto Carlos dá uma passadinha pelo programa Café Brasil. Com produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 010 – A Gota

    13/11/2006 Duración: 25min

    O programa de hoje começa com Rubem Alves e seu delicioso texto O Palhaço. Depois uma história real, que trata das dificuldades que as grandes corporações e seus processos globais têm de resolver os pequenos problemas. Se antigamente era só mandar consertar, hoje temos que fazer um chamado para o departamento (in)competente, esperar o comitê decidir, aguardar a chegada do terceirizado e esperaresperaresperar. tudo em nome dos processos globais que estão acabando com a capacidade de execução de todos nós. E aproveitando o embalo, falamos também dos empreendimentos que crescem até tornarem-se inadministráveis. Além disso, temos Cecília Meireles e Maristela Moura. E uma trilha sonora deliciosa com Luhli que faz uma interpretação emocionada de Fala, composição sua que foi sucesso com os Secos e Molhados nos anos setenta. E até o Rei: Roberto Carlos dá uma passadinha pelo programa Café Brasil. Com produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 010 – A Gota

    13/11/2006 Duración: 25min

    O programa de hoje começa com Rubem Alves e seu delicioso texto O Palhaço. Depois uma história real, que trata das dificuldades que as grandes corporações e seus processos globais têm de resolver os pequenos problemas. Se antigamente era só mandar consertar, hoje temos que fazer um chamado para o departamento (in)competente, esperar o comitê decidir, aguardar a chegada do terceirizado e esperaresperaresperar. tudo em nome dos processos globais que estão acabando com a capacidade de execução de todos nós. E aproveitando o embalo, falamos também dos empreendimentos que crescem até tornarem-se inadministráveis. Além disso, temos Cecília Meireles e Maristela Moura. E uma trilha sonora deliciosa com Luhli que faz uma interpretação emocionada de Fala, composição sua que foi sucesso com os Secos e Molhados nos anos setenta. E até o Rei: Roberto Carlos dá uma passadinha pelo programa Café Brasil. Com produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • 010 – A Gota

    13/11/2006 Duración: 25min

    O programa de hoje começa com Rubem Alves e seu delicioso texto O Palhaço. Depois uma história real, que trata das dificuldades que as grandes corporações e seus processos globais têm de resolver os pequenos problemas. Se antigamente era só mandar consertar, hoje temos que fazer um chamado para o departamento (in)competente, esperar o comitê decidir, aguardar a chegada do terceirizado e esperaresperaresperar. tudo em nome dos processos globais que estão acabando com a capacidade de execução de todos nós. E aproveitando o embalo, falamos também dos empreendimentos que crescem até tornarem-se inadministráveis. Além disso, temos Cecília Meireles e Maristela Moura. E uma trilha sonora deliciosa com Luhli que faz uma interpretação emocionada de Fala, composição sua que foi sucesso com os Secos e Molhados nos anos setenta. E até o Rei: Roberto Carlos dá uma passadinha pelo programa Café Brasil. Com produção e apresentação de Luciano Pires.  See omnystudio.com/listener for privacy information.

página 220 de 222